Transformação Digital

Será assim tão importante ser um ‘líder digital’?

A conclusão é de um estudo recentemente publicado pela Oxford Economics em parceria com a SAP: apenas um em cada cinco executivos é um ‘líder digital’. Mas o que é realmente um líder digital? E, mais importante ainda, será que ter um líder digital é assim tão importante para as organizações?

Em primeiro lugar, o que realmente importa saber: o que é um líder digital? Como indica o estudo, tratam-se de pessoas com uma acentuada mentalidade digital, o que lhes permite obter melhores resultados no negócio.

E, sim, os líderes digitais podem mesmo ser importantes para o negócio da sua organização, especialmente em três vertentes:

  • Segundo o estudo, estas pessoas têm um desempenho financeiro mais forte: 76% dos gestores caracterizados no estudo como líderes digitais reportam um crescimento das receitas e dos lucros superior face aos restantes líderes;
  • Colaboradores mais motivados, satisfeitos e envolvidos com a organização: estes líderes conseguem construir equipas mais satisfeitas no local de trabalho (87%);
  • Culturas organizacionais mais inclusivas: os líderes digitais contam com colaboradores que têm mais probabilidade de permanecer na empresa, mesmo que tenham oportunidades de saída.

De resto, com este estudo ficamos a saber que os líderes digitais são aqueles que conseguem simplificar a tomada de decisões, baseando-as em dados. 63% destes líderes revelam ainda que as suas organizações são capazes de tomar decisões em tempo real. Por outro lado, as organizações que lideram na economia digital têm maior propensão a ter uma maior diversidade na força de trabalho do nível intermédio de gestão e têm uma proporção mais elevada de mulheres como colaboradores do que as outras empresas.

Por fim, o estudo indica ainda que os millennials estão a ocupar de forma muito rápida as posições de liderança dentro das empresas. 17% dos executivos seniores inquiridos no estudo foram classificados como pertencentes a esta geração, mostrando que estes são também líderes mais pessimistas que os outros gestores relativamente ao grau de preparação digital da sua organização.

Se gostou deste artigo, siga-nos no Facebook.