Mudança

Estas são as tendências a que deve estar atento em 2018!

Estas são as tendências de recursos humanos a que deve estar atento em 2018

2017 foi o ano do employer branding, da promoção do bem-estar das equipas no local de trabalho e da adaptação das organizações a novas gerações. 2018 será ainda mais desafiante. Será o ano da aceleração da transformação digital, da gig economy e da tecnologia como instrumento para otimizar a gestão de pessoas.

A Forbes publicou recentemente algumas daquelas que serão as maiores tendências nos Recursos Humanos em 2018. Partilhamos algumas consigo.

Candidatos ‘passivos’

Recrutar pessoas que não estão necessariamente à procura de um novo trabalho sempre fez parte dos processos de recrutamento, mas em 2018 será a chave para encontrar o melhor talento. Com o advento das redes sociais, e do LinkedIn, AKA ‘Amazon da Formação, tornou-se mais fácil identificar talentos. Basta pesquisar #hashtags que nos interessem, fóruns de discussão e até blogs sobre determinado tema para encontrarmos o talento que procuramos.

Trabalho remoto

O trabalho virtual, remoto ou em regime de freelance é uma tendência que tem crescido nas duas últimas décadas. Cerca de 42% dos executivos de todo o mundo esperam, dentro dos próximos três anos, aumentar o número de colaboradores independentes que para si trabalham, de acordo com um estudo da Deloitte. Para além disso, estima-se que em 2020, 40% da força de trabalho seja constituída por freelancers.

Atualmente é fácil trabalhar em qualquer parte do mundo, recrutar em qualquer parte do mundo e não é surpresa que muitas das maiores startups a nível mundial tenham sido criadas por equipas que trabalham remotamente.

Se trabalha na área dos Recursos Humanos, em 2018 deverá tentar implementar políticas que flexibilizem a forma como os seus colaboradores trabalham, oferecendo-lhes formas de trabalharem remotamente sempre que quiserem. Para além de reter talento, esta pode ser uma forma de impulsionar a motivação e satisfação da sua equipa.

Preparar os colaboradores para o futuro

Alguns trabalhos irão evoluir com a evolução da tecnologia. Noutros casos, a inteligência artificial irá implicar o desaparecimento de alguns trabalhos, sobretudo aqueles que implicam tarefas repetitivas. O que é que isto significa para a força de trabalho humana? 2018 é o ano da evolução. As companhias deverão olhar para a sua força de trabalho e investir na sua formação. Isto significa olhar para as pessoas na sua equipa que têm competências para gerir, resolver problemas e qualquer outro tipo de tarefa que implique um elemento humano e ajudá-las a serem melhores ainda.